Como controlar a diabetes? Dicas simples para o dia a dia

Quem é portador de diabetes precisa aprender a conviver com a doença. Eles mesmos devem ser os gestores do tratamento e, para isso, é necessário que o profissional de saúde repasse diversos ensinamentos para o paciente. Além disso, o profissional deve acompanhar a pessoa com diabetes e controlar os seus avanços. Dessa foram, poderá garantir que ela continue tendo uma qualidade de vida.

Outro fator importante de controle da diabetes, é a motivação do diabético. Para que o tratamento dê resultados, ele deve estar empenhado em seguir as orientações e buscar o seu bem-estar mantendo a vigilância todos os dias. Ademais, o paciente precisa ter instrumentos necessários para manter esse controle, como o aparelho que mede a glicemia fazendo um furinho no dedo (Glicosímetro).

O nível de atenção e cuidados que o paciente deve ter com o tratamento diário depende das condições da sua doença e do objetivo da sua equipe de profissionais da saúde. É por isso que o acompanhamento é tão importante.

Apesar disso, alguns hábitos saudáveis podem ser adotados por todos os diabéticos em seu dia a dia e ajudarão neste controle. Veja algumas dicas

 

  1. Manter uma alimentação equilibrada.

1.1 Nunca pule o café da manhã.

1.2 Faça várias refeições diárias, de preferência comendo de 3 em 3 horas.

1.3 Evitar comer doces, gorduras, óleos, refrigerantes. Quando o fizer, de preferência que seja logo após uma refeição e faça uma caminhada em seguida. Deixe esses alimentos para datas comemorativas, por exemplo.

1.4 Frutas também são ricas em açúcar. Coma com moderação e sempre prefira a fruta in natura em detrimento ao suco.

 

    2. Praticar exercícios físicos regularmente.

Isso vai trazer uma séria de benefícios para o corpo, como

  • Baixar o nível de açúcar no sangue (glicemia),
  • Ajudar a insulina no seu organismo a funcionar adequadamente,
  • Aliviar o stress,
  • Melhorar a circulação sanguínea,
  • Diminuir o colesterol,
  • Reduzir o risco de doença cardíaca e enfarte,
  • Fortalecer coração, músculos e ossos.

Se você não é do tipo que gosta muito de exercícios físicos, tente caminhar mais rapidamente, se empenhar nas tarefas domésticas da casa, experimentar a natação ou hidroginástica. Vale lembrar que é importante beber muita água durante a realização da atividade física.

          3. Monitoramento da doença

3.1 Pressão Arterial e Colesterol: é mais difícil controlar a pressão arterial e o colesterol quando se tem diabetes. Algumas atitudes que podem ajudar é manter o peso ideal, não abusar do sal e não fumar.

3.2 Níveis de glicemia: é preciso que o diabético mantenha sempre o nível de glicemia no sangue controlado e adequado ao que deve ser. Consulte os profissionais da saúde que acompanham seu caso, estabeleçam um nível ideal da sua glicemia e, qualquer alteração brusca desse número, procure imediatamente algum deles para tomar as providências corretas.

            4. Parar de fumar

Fumar dificulta o controle dos níveis de glicemia e a probabilidade de complicações associadas à diabetes, já que aumenta a resistência à insulina. Estudos demonstram que essa resistência começa a diminuir 8 semanas após ter deixado de fumar.

Algumas das complicações causadas pelo cigarro são: má circulação, que aumenta a possibilidade do surgimento de feridas nos pés; retinopatia, uma doença ocular que aumenta o risco de problemas na visão; entre outras.

 

Confira agora algumas opções de alimentos que são aliados no controle da diabetes.

AMÊNDOAS – Este alimento é rico em gorduras boas, monoinsaturadas e poli-insaturadas e as oleaginosas possuem boas quantidades de magnésio.O consumo de magnésio pode ajudar a reduzir o risco de alguém desenvolver o diabetes tipo 2. Mas cuidado, o indicado é consumir até 4 amêndoas por dia.

ABACATE Uma pesquisa publicada no The American Journal of Clinical Nutrition mostrou que as gorduras monoinsaturadas devem ser incluídas na dieta de quem tem diabetes tipo 1 e 2. O estudo concluiu que o abacate ajuda a reduzir os níveis do colesterol ruim, LDL, e aumentar o bom, HDL. Isso auxilia ainda a prevenir problemas cardíacos. Mas, o consumo diário recomendado é de no máximo quatro colheres de sopa de abacate no dia, pois este alimento é muito calórico.

AVEIA – É rica em fibras solúveis e isso ajuda a diminuir a velocidade da absorção da glicose. Por isso, é um alimento bom para quem tem diabetes tipo 2, evitando picos de glicose.

 

Diversos sites na internet oferecem opções que podem auxiliar neste controle diário feito pelo próprio paciente. Um exemplo é o diário da diabetes, no qual o paciente anota diversas informações importantes.

Fontes.

Deixe o seu comentário