Sabonete Íntimo: por que e como usar?

Não, o sabonete íntimo não é indispensável no dia a dia. A vagina é capaz de eliminar, naturalmente, diversos tipos de possíveis contaminações e os sabonetes comuns também não fazem mal. Porém, para mulheres que procuram sensações de refrescância, diminuição de corrimentos e cheirinho agradável eles são os queridinhos.

A grande diferença entre os sabonetes comuns e o intimo é que este deixa o pH da vagina equilibrado, ajuda a prevenir doenças, infecções e não causa alergias. O sabonete íntimo possui em sua fórmula ácido láctico, ácidos graxos, glicerina e outros elementos responsáveis por controlar a acidez da região íntima da mulher.

Além de restaurar o seu pH original, ele protege a mucosa vaginal. Assim, elimina qualquer secreção (como corrimentos) ou odores desagradáveis.

Entenda como usá-lo corretamente:

  • Não deve ser usado nas partes genitais internas (porque a chance de reações alérgicas é muito grande);
  • Não deve ser usado mais do que três vezes ao dia (o ideal é usá-lo apenas uma vez ao dia);
  • A higienização com esse tipo de sabonete não deve durar mais do que três minutos;
  • Não esfregar exageradamente a região – use apenas os dedos.

Vale lembrar que o uso do sabonete íntimo é ainda mais importante durante o período menstrual e início da menopausa. Isso acontece porque em ambas as fases o pH tende a ficar mais alcalino, devido à alteração hormonal. Nessas condições, o risco de infecções urinárias aumenta.

Então, fica a lição: por mais que algumas pessoas e propagandas digam o contrário, sabonete íntimo não é  indispensável na rotina da mulher. O mais importante é fazer a higienização correta de partes sensíveis como a vagina. Apesar isso, o sabonete íntimo pode ser útil de diversas maneiras, depende do que cada uma prefere.

A Profitus recomenda que, se quiser começar a usar algum sabonete específico, ou em caso de qualquer dúvida, procure o seu ginecologista.

Deixe o seu comentário