psoríase tem culpa?
Categorias: Psoríase

6 perguntas sobre a psoríase

13 de fevereiro de 2020 | escrito por

A psoríase pode surgir em qualquer idade, no entanto a maioria dos casos ocorre entre os 20 e os 40 anos, sendo também comum entre os 50 e os 60 anos de idade. A causa exata da psoríase ainda permanece desconhecida.

“A psoríase envolve tipicamente o couro cabeludo, cotovelos ou joelhos, podendo também ser disseminada por toda a pele”, explica o médico Pedro Mendes Bastos, Médico especialista em Dermatologia e Venereologia, no Hospital CUF Descobertas, em entrevista ao Lifestyle ao Minuto.Pode manifestar-se em qualquer parte do corpo, podendo ser ligeiras, moderadas ou graves, dependendo da extensão de pele afetada e do grau de infiltração e descamação das lesões de psoríase. As formas ligeiras a moderadas, geralmente, correspondem a um compromisso inferior a 10%, as moderadas a graves são aquelas em que mais de 10% da pele se encontra afetada.

Nos últimos anos, decorrente do avanço que se observou no conhecimento da doença, foram desenvolvidas inúmeras terapêuticas, chamadas de terapêuticas biológicas, que revolucionaram o tratamento da psoríase, capazes de promover a resolução completa ou quase completa das lesões psoriáticas e devolver a qualidade de vida perdida com a doença.

O médico Pedro Mendes Bastos, Médico especialista em Dermatologia e Venereologia, no Hospital CUF Descobertas, falou com o Lifestyle ao Minuto, acerca desta patologia cronica que afeta tantos portugueses.

1 – O que é a psoríase?

A psoríase é uma doença imunomediada, isto é, resulta de um erro no sistema imunitário que favorece o seu aparecimento. Assim, não é possível identificar uma causa especifica, pois é uma doença complexa e multifatorial que depende da interação de fatores genéticos (tendência genética) e fatores ambientais (infecções, medicamentos, stresse entre outros).

2 – Como é que se manifesta a psoríase?

A psoríase envolve tipicamente o couro cabeludo, cotovelos ou joelhos, podendo também ser disseminada por toda a pele. Em outros casos, pode surgir apenas em áreas limitadas área genital ou palmas das mãos e plantas dos pés. As lesões na pele são rosadas, espessas ao toque e frequentemente são descamativas, ou seja, libertam escamas esbranquiçadas. Pode aparecer em qualquer idade, mas habitualmente surge aos 20-30 anos ou 50-60 anos.

3 – Como se faz o diagnóstico da psoríase?

O diagnóstico é clínico: ouvir o paciente e a observação dermatológica são geralmente suficientes.

4 – Qual é o impacto que a psoríase tem na vida dos doentes e como afeta a sua qualidade de vida?

A psoríase pode determinar um impacto devastador na qualidade de vida. Muitas pessoas sentem-se infelizes ou ansiosas por não conseguirem controlar a sua doença, sofrendo repercussões ou limitações na sua vida pessoal, sexual e profissional.

5 – Quais são as comorbidades associadas à psoríase?

Cada vez mais se encara a psoríase como uma doença que pode atacar muito mais que a pele. O possível envolvimento das articulações (chamado artrite psoriática) bem como o aumento do risco de sofrer doenças cardiovasculares são hoje em dia consideradas comorbidades, isto é, problemas de saúde associados à evolução da psoríase.

6 – A psoríase tem cura?

Não tem cura mas hoje existem tratamentos capazes de controlar a doença. O melhor tratamento é o tratamento personalizado que mais se adeque a cada caso e a cada doente. Para além dos medicamentos tópicos (de aplicação na pele) ou fototerapia (tratamentos médicos com radiação ultravioleta), os casos moderados a graves irão beneficiar de tratamentos sistêmicos, sejam eles orais ou injetáveis. Nos últimos anos, os tratamentos biotecnológicos conseguiram trazer melhorias muito importantes, mesmo nos casos mais difíceis. Assim, o apelo que deixo a quem sofre com psoríase e sente a sua qualidade de vida perturbada é: procure o seu médico dermatologista. No horizonte da psoríase, vivemos tempos de otimismo e clara mudança para um ótimo controlo da doença.

Fonte: Notícias ao Minuto

Tags:

Últimos Posts

Pandemia impacta vida de pessoas com diabetes no Brasil, diz pesquisa
psoríase pandemia
Psoríase e outros problemas de pele durante a pandemia? Dermatologista dá dicas
Pandemia: Cientistas suspeitam que vírus pode desencadear diabetes e agravar quadros preexistentes