eczema alergias dermatite atópica tratamento pomada profitus
Categorias: Cuidados com a pele, Dermatite

8 coisas que você deveria saber sobre alergias na pele

6 de dezembro de 2019 | escrito por

Eczema – uma doença que causa ressecamento, coceira e inflamação na pele – pode não parecer sério. No entanto, ela não é apenas uma doença irritante ou uma doença que acomete crianças. Muitas pessoas melhoram por conta na idade adulta, cerca de 20% apresentam recorrências e novos episódios durante o envelhecimento.

“O eczema é apenas uma pequena erupção cutânea. É uma doença que precisa ser tratada, podendo afetar a qualidade de vida da pessoa”, diz Juliana Toma, médica dermatologista pela UNIFESP.

Abaixo, listamos o que você precisa saber sobre o eczema.

1. Eczema é mais comum do que você imagina

Cerca de 16 milhões de brasileiros têm dermatite atópica, a apresentação mais comum do eczema.

2. Está ligado a uma série de outras condições de saúde

Adultos com dermatite atópica tem mais risco de susceptibilidade à diabetes, obesidade, doença autoimune, pressão alta e doença cardíaca. Se forem hospitalizados, têm maior risco de infecção.

3. É tratável, mas não curável

Os tratamentos têm avançado nos últimos anos. Existem novas opções terapêuticas, novos medicamentos, com terapias direcionadas e mais específicas que podem auxiliar no melhor controle da condição. Novas medicações orais e tópicas estão em processo de desenvolvimento.

“Sabemos que muitas pessoas desistiram porque os profissionais não tinham nada a oferecer. É muito frustrante.”, diz a doutora Juliana. “Mas se você sofre de dermatite atópica moderada a severa, não desista. Procure seu dermatologista. Nós temos novas opções para essa doença inflamatória e crônica.”

4. Pode afetar sua vida pessoal e sua saúde mental

Pessoas com dermatite atópica têm de 2,5 a 3 vezes mais risco de sofrer de ansiedade ou depressão, com maior probabilidade em casos mais severos.

A falta de sono também pode ser problemática. “Imagine você se coçando durante toda a noite. A ausência de sono é muito significante. Pode prejudicar a rotina, o lazer e o trabalho”, diz Juliana.

5. Consome tempo

“Pode levar duas horas por dia ou mais para os cuidados com a pele. É exaustivo.”, diz a médica.

O tratamento envolve uso de produtos como hidratantes e loções hipoalergênicas para proteger a pele, além de medidas como evitar banhos quentes excessivos e uso exagerado de sabões.

6. Pode desencadear infecções perigosas

Quando as pessoas com eczema coçam, elas correm o risco de abrir a pele e causar uma infecção na pele, como a celulite. Por isso é importante a prevenção das lesões.

7. É diferente em cada caso, e até mesmo varia na mesma pessoa, a depender da época

“O que funciona para uma pessoa pode não funcionar para outra”, diz a médica. “E os sintomas podem mudar com o tempo.” Algumas pessoas têm melhor controle dos sintomas durante o verão e outras ficam melhores no inverno. Um produto pode ser útil por um tempo, e depois não funcionar mais. A Associação Nacional do Eczema concede um selo de aceitação para produtos de limpeza, hidratantes e protetores solares que atendam aos seus critérios.

8. Eczema pode ser genético

Também está ligado a asma e alergias. Então, se você tem asma ou alergias, seus filhos ou netos podem ser diagnosticados com eczema.

Fonte: http://cartaodevisita.r7.com/conteudo/28312/8-coisas-que-voc-deveria-saber-sobre-alergias-na-pele

Tags:

Últimos Posts

vacina diabetes
Tem diabetes? Você precisa se vacinar (e não só contra a gripe)
psoríase dermatite eczema tratamento profitus
Descamação na pele pode ser psoríase ou eczema; entenda a diferença
coronavírus diabetes profitus
Diabéticos são mais vulneráveis ao coronavírus