disidrose profitus
Categorias: Cuidados com a pele

Você sabe o que é disidrose?

15 de abril de 2020 | escrito por

De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a disidrose pode afetar tanto homens quanto mulheres, sendo mais comum entre pessoas na faixa dos 20 a 40 anos de idade. Quase sempre a disidrose desaparece em uma a três semanas, mas também pode se tornar crônica.

Os sinais de disidrose normalmente se concentram na palma das mãos e na lateral dos dedos, assim como nas solas dos pés. As bolhas, que podem ser levemente avermelhadas ou mesmo da cor da pele, não aparecem em outras partes do corpo.

Além de provocar coceira intensa, as bolhas, quando começam a regredir, normalmente resultam em descamação da região da pele afetada.

Causas

As causas exatas da disidrose ainda não são completamente conhecidas e podem ser variadas, com a possibilidade de ser de origem exógena (fatores externos ou de contato) ou origem endógena (fatores internos do indivíduo). Existem, no entanto, alguns fatores considerados de risco para o desenvolvimento da condição.

Calor

A disidrose é mais comum nos meses quentes de verão e costuma se associar com a hiperidrose, ou seja, suor excessivo.

Estresse

Segundo informações da Mayo Clinic, a disidrose parece ser mais comum em momentos de estresse emocional ou físico.

Exposição a certos metais

Estes incluem cobalto e níquel, geralmente encontrados em ambiente industrial.

Pele sensível

Pessoas que desenvolvem uma erupção cutânea após o contato com certos agentes irritantes têm maior probabilidade de apresentar disidrose.

Eczema atópico

Indivíduos com eczema atópico podem também ter maiores chances de desenvolver disidrose.

Como pega?

Não existe uma maneira conhecida de prevenir a disidrose, uma vez que suas causas são desconhecidas. Combater o estresse e evitar contato com químicos e metais, por exemplo, podem evitar o surgimento do problema.

É contagiosa?

As causas de disidrose são desconhecidas, mas sabe-se que a condição não é contagiosa.

Tem cura?

A disidrose é uma condição crônica que não tem cura. Quem sofre da condição, portanto, pode apresentar os sintomas de tempos em tempo. Porém, uma vez descoberto o fator que provoca seu surgimento, as crises podem ser prevenidas. Além disso, o tratamento adequado alivia sem grandes complicações os desconfortos causados pela disidrose.

Fonte: VIX

Tags:

Últimos Posts

Pandemia impacta vida de pessoas com diabetes no Brasil, diz pesquisa
psoríase pandemia
Psoríase e outros problemas de pele durante a pandemia? Dermatologista dá dicas
Pandemia: Cientistas suspeitam que vírus pode desencadear diabetes e agravar quadros preexistentes